Ambientalmente responsável

Airbus expande abastecimento com combustível sustentável

Fabricante passa a oferecer opção de uso do chamado SAF em três unidades industriais


Uso de SAF contribui para reduzir emissões de carbono na aviação comercial

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A Airbus está expandindo suas operações utilizando o chamado combustível de aviação sustentável (SAF, na sigla em inglês), passando a abastecer as aeronaves que são entregues a partir de sua planta industrial de Hamburgo, na Alemanha.

A canadense Air Transat foi a primeira empresa a receber um avião novo abastecido com SAF, quando seus dois recém entregues A321LR tiveram os tanques completos com uma mistura entre querosene de aviação e 10% de combustível sustentável.

O procedimento é uma forma de reduzir as emissões de poluentes, ao mesmo tempo que permite a indústria aeroespacial validar o uso de combustíveis alternativos ao querosene, utilizando os mesmos motores e sistemas.

A Airbus tem empregado com sucesso o uso de SAF nos voos realizados pela frota de Belugas, a partir de Hamburgo, desde dezembro de 2019. Os gigantes cargueiros estão sendo utilizados como uma plataforma para validar os benefícios e efeitos do novo combustível em uma operação regular.

"O desenvolvimento de combustível de aviação sustentável desempenhará um papel fundamental na redução da pegada ambiental do setor aeronáutico”, comentou Christian Scherer, diretor comercial da Airbus.

A entrega comercial de hoje (17) marca o compromisso contínuo da Airbus em minimizar o impacto ambiental do transporte aéreo, que sofre grande pressão das autoridades europeias para redução das emissões. Desde 2016 o fabricante é o primeiro voltado para aviação comercial que oferecer a opção de os operadores receberem suas novas aeronaves abastecidas com um combustível sustentável. Os voos de entrega com SAF já eram uma opção para as entregas a partir de Toulouse, na França, e da planta de Mobile, nos Estados Unidos.

 “Esta iniciativa faz parte do nosso compromisso de reduzir nossa própria pegada de carbono e, ao mesmo tempo, contribuir para o alcance das ambiciosas metas de descarbonização do setor aéreo", disse Jean-François Lemay, presidente e gerente geral da Air Transat.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 17 de Julho de 2020 às 16:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Airbus A321LR Air Transat SAF querosene de aviação QAv combustível poluição