Air France deverá cortar mais de 6.500 funcionários até 2022

Redução da demanda projetada para os próximos anos deverá forçar readequação da força de trabalho da empresa


Mesmo com aporte de 7 bilhões de euros o grupo Air France prevê que socorro terá efeito apenas no curto prazo

A Air France deverá cortar até 6.520 funcionários até meados de 2022 como resposta à crise atual gerada pela pandemia de covid-19. A empresa afirmou que a reestruturação na folha de pagamentos é necessária para a sobrevivência do grupo, que inclui a subsidiária Hop!

Mesmo após receber um socorro emergencial de 7 bilhões de euros do governo francês, a companhia aérea afirmou que o montante permite apenas enfrentar a crise no curto prazo. Atualmente a divisão francesa do grupo Air France-KLM emprega ao todo 41.000 funcionários, exigindo uma revisão da força de trabalho em um momento que o grupo perdeu bilhões de euros com a suspensão dos voos e a previsão de baixa demanda para os próximos meses.

LEIA TAMBÉM

A companhia trabalha junto aos sindicatos franceses para implementar um plano de demissão voluntária, dentro de alguns acordos como aposentadoria antecipada, mobilidade profissional, entre outros.

Caso as projeções de demanda sejam confirmadas, a Air France espera ainda ter quase 800 funcionários excedentes em 2022, muitos ligados a redução da frota e a paralisação de aviões como o Airbus A380.

A Hop! Também realizou um redimensionamento da frota, retirando e serviço aeronaves pouco atraentes do ponto de vista econômico. A companhia deverá cortar quase metade do atual quadro de funcionários, de 2.420 trabalhadores ao menos 1.020 deverão ser deligados nos próximos três anos, caso não haja uma retomada da atividade econômica mundial aos mesmos níveis de 2019.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 7 de Julho de 2020 às 11:15


Notícias notícia de aviação aeronave avião Air France Hop!covid-19