Palácio voador

Voar em Boeing 787 de luxo custa R$ 387.000 por hora

Aeronave oferece conforto similar aos hotéis de 7 estrelas e alcance intercontinental


Boeing 787 VIP

Voo entre São Paulo e Nova York no 787 VVIP custa aproximadamente R$ 5,24 milhões

Enquanto centenas de aviões comerciais continuam fora de serviço ativo, a aviação de negócios mantém um crescimento constante mesmo diante da crise sanitária. Alguns operadores aproveitaram a maior demanda por voos VIP para oferecer novos patamares de conforto.

A Deer Jet, de Hong Kong, anunciou o uso de um Boeing 787 Dreamliner com interior executivo, voltado para voos de alto padrão e capacidade de voar ultralongo alcance. O interior é semelhante a um apartamento de alto padrão, embora com dimensões inferiores a maioria desse tipo de imóvel, com “apenas” 220 metros quadrados.

Chamado de Dream Jet, o avião de US$ 300 milhões (aproximadamente R$ 1,57 bilhão) é capaz de voar 17 horas ininterruptas com um alcance máximo global de 15.800 km. Para se ter uma ideia de valores da aeronave, o governo do México colocou à venda um avião similar, anteriormente utilizado pela Presidência, com lance a partir de US$ 150 milhões visando equilibrar os gastos governamentais.

Normalmente o Boeing 787 usado em voos comerciais pode acomodar mais de 200 pessoas, enquanto o Dream Jet pode acomodar até 40 passageiros. O avião na versão executiva conta com sala de estar, sala de reuniões, suíte máster, área de descanso para membros da comitiva, entre outros.

A aeronave contou com a colaboração do designer de interiores Jacques Plerrejean que durante dois anos e meio elaborou todos os interiores com os padrões dignos de aeronaves presidenciais, usando toda a área disponível no piso principal, em um espaço de 220 m².

Para quem deseja usar o jato para trabalhar, existe espaço para reuniões privativas e jantares de negócios. Já a parte destinada para hóspedes, a aeronave dispõe de 18 poltronas na configuração VVIP, superiores em conforto aos assentos de primeira classe, podendo acomodar facilmente uma comitiva completa.

Na área mais privada do 787, há uma suíte privativa com decoração premium, que conta com uma cama kingsize e uma televisor de 42 polegadas, incluindo um banheiro com pia dupla. Para manter o máximo de silêncio a bordo, a suíte conta com um isolamento acústico especial para que o espaço não tenha nenhum ruído adicional e nem ultrapasse 46dB.

Para os interessados em fretar o avião, uma hora de voo no Dream Jet custa US$ 74.000 (R$ 387.000). Um hipotético voo entre São Paulo e Nova York não sairá por menos de US$ 1 milhão (R$ 5,24 milhões) por trecho. O elevado preço ao menos garantirá aos passageiros a possibilidade de voar em uma das aeronaves mais modernas e confortáveis da atualidade, além de ter a disposição comissários com padrões de hospitalidade 7 estrelas.

 

Por Gabriel Benevides

Publicado em 31 de Maio de 2021 às 11:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing 787 Dreamliner Dream Jet jatinho avião presidencial