Alívio

União Europeia aprova aporte milionário à companhia alemã

Pacote busca compensar as perdas causadas pela pandemia


Boeing 767 da Condor

Situação financeira da companhia não é boa desde antes da pandemia

A União Europeia aprovou um aporte de € 525 milhões (R$ 3,2 bilhões) à estatal alemã Condor, visando compensar as perdas causadas pela pandemia do coronavírus, além de efetuar uma reestruturação interna também aprovada pela comissão do bloco.

Até 2019, a companhia era controlada pela Thomas Cook Group, que faliu em setembro daquele ano. Em janeiro do ano seguinte, a Polish Aviation Group, controladora da LOT Polish Airlines, anunciou a aquisição da empresa, porém, em abril, com a crise da covid-19, o grupo desistiu do negócio, transferindo as operações para o governo da Alemanha.

"O setor de aviação tem sido particularmente atingido pelas várias restrições de viagem necessárias para conter a propagação do coronavírus. As medidas aprovadas hoje permitirão à Alemanha compensar a Condor pelos danos diretamente sofridos como resultado dessas restrições. Ao mesmo tempo, o plano de reestruturação da Condor, que também aprovamos, garantirá o caminho da companhia aérea para a viabilidade a longo prazo”, disse a vice-presidente da comissão de políticas de concorrência da União Europeia, Margrethe Vestager.

A Condor atualmente tem mais de 50 aeronaves em sua frota, que operam principalmente a partir das bases de Frankfurt (FRA), Dusseldorf (DUS), Leipzig (LEJ), Munique (MUC) e Hamburgo (HAM).

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 27 de Julho de 2021 às 14:00


Notícias noticias noticias de aviação Condor União Europeia Comissão Aporte