Ataque às low-costs

Tarifas baixas são risco para o meio ambiente segundo a Lufthansa

Carsten Spohr defende que preços baixos não são saudáveis para o Planeta


Boeing 747-400 da Lufthansa

Lufthansa defende que tarifas elevadas são ambientalmente corretas

As tarifas baixas ajudaram a popularizar o transporte aéreo nas últimas quatro décadas, ajudando ainda o surgimento de dezenas de empresas aéreas de baixo custo. Porém, Carsten Spohr, CEO da Lufthansa, afirma que tarifas baixas são um risco para o meio ambiente.

Em entrevista ao jornal britânico The Telegraph o CEO da Lufthansa se mostrou a favor de tarifas mais altas, alegando que os preços aplicados principalmente por companhias aéreas de baixo custo (low costs) são um risco as metas ambientais.

Spohr afirmou que a tarifa base baixa permitiu que mais pessoas viajassem e que isto respondia por grande parte do aumento da demanda no pré-pandemia e alertou que os preços baixos também permitirão que os viajantes façam viagens mais curtas e com mais frequência, o que é um empecilho para se alcançar metas de redução da produção de carbono, já que os valores não bancam os investimentos necessários.

Ele reconheceu que os custos também serão mais altos devido à crise causada pela covid-19 e que as companhias aéreas precisarão recuperar as receitas através da elevação das tarifas.

Esta semana, a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) questionou aumentos que serão aplicados por concessionárias de aeroportos e provedores de serviços de navegação aérea, na tentativa de recuperar as perdas causadas pela pandemia, fazendo com que eles sejam repassados aos passageiros em forma de passagens mais caras.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 8 de Outubro de 2021 às 09:40


Notícias noticias noticias de aviação Lufthansa CEO Custos Emissões Tarifas Preços