Mais uma americana no Brasil

Gigante da aviação dos EUA planeja voar para o Brasil

Southwest Airlines tem interesse em voar para destinos brasileiros a partir da Flórida


Southwest poderá competir no mercado brasileiro operando em rotas secundárias e com boa demanda

A Southwest Airlines, uma das maiores empresas aéreas dos Estados Unidos, planeja voar no futuro para destino no Brasil e na América do Sul. A empresa voa majoritariamente rotas domésticas, mas possui ligações para destinos no México e Caribe.

Em entrevista ao canal norte-americano CNBC, o CEO da Southwest Airlines, Gary Kelly, disse que a companhia está muito interessada em voar futuramente para vários destinos na América do Sul com o 737 MAX. As operações se dariam a partir do aeroporto de Fort Lauderdale (FLL), cidade localizada próximo a Miami, na Flórida.

A intenção seria voar com o 737 MAX 7, com capacidade para até 150 passageiros e autonomia de 7.130 km. A companhia possui 234 pedidos firmes de aeronaves desta variante, além de 138 do 737 MAX 8, além de centenas de 737 Next Generation em serviço.

A partir de Fort Lauderdale é possível, por exemplo, voar para destinos como Brasília (BSB) e Fortaleza (FOR), concorrendo diretamente com a Gol que voa para os Estados Unidos a partir destas cidades. Além disso, uma eventual rota para a Florida ainda compete diretamente com a Copa Airlines, que voa para diversos destinos nos Estados Unidos, a partir de uma conexão no Panamá.

Na entrevista Kelly mostrou preocupação em não ter aeronaves suficientes para atender a demanda pelos próximos dois anos, já que o número de unidades da família 737 NG previstos para deixar a frota da Southwest é maior que o de recebimentos de novos 737 MAX nos próximos meses.

O atual CEO se aposentará em fevereiro de 2022, sendo substituído pelo atual vice-presidente executivo de serviços corporativos, Robert Jordan. A Southwest vem inovando parte de seu negócio, apostando em rotas pouco explorada pela concorrência. Atualmente, a Azul voa entre Campinas (VCP) e Fort Lauderdale, com o Airbus A330, mas com quase o dobro de capacidade que a prevista para o 737 MAX 7.

A Southwest ainda poderá usar os 737 MAX 8 ou 737 MAX 10, dependendo da rota e capacidade ofertada, passando a competir em destinos secundários com tarifas mais competitivas.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 28 de Junho de 2021 às 13:00


Notícias noticias noticias de aviação avião Southwest Boeing 737 MAX 737 MAX 7 Gol Azul Viracopos Brasília Campinas Fortaleza Florida