Em boa hora

Singapore ampliou o total de pedidos para o Boeing 777-9

Mudança ocorreu após a conversão de catorze 787-10 em uma encomenda para onze 777X


Boeing 777-9 da Singapore Airlines

Singapore Airlines vai utilizar frota de 777-9 para manter a capacidade após a aposentadoria dos A380

A Singapore Airlines converteu parte de seus pedidos do 787 Dreamliner para o novo 777-9, em um movimento contrário a maior parte das empresas aéreas clientes dos dois modelos de aviões.

A companhia alterou seu pedido de catorze 787-10 para onze 777-9, justificando a projeção de crescimento da demanda após 2025, prazo estimado para entrega dos aviões mesmo caso não houvesse as pressões geradas pela pandemia.

Com a alteração, agora serão 31 pedidos para o 777-9, um crescimento superior aos 50% no total de aviões encomendados.

A notícia é considerada um alento ao programa 777X, que vem sofrendo com redução da demanda de voos de longo curso, além da Boeing ter sido obrigada a cortar um terço dos pedidos para o 777-9 após uma nova regra contábil ter entrado em vigor. Com a regra atual o fabricante não poderá incluir como pedido firme contratos sem garantias adicionais que serão cumpridos integralmente.

Porém, a Singapore adiou as entregas de novos aviões previstas para os próximos dois anos, alterando o cronograma junto a Airbus e Boeing. A expectativa é que a redução do fluxo de chegada de novos aviões permita economizar mais de US$ 4 bilhões até 2023.

A troca de pedidos para o 777-9 permitirá a Singapore manter sua oferta projetada para os próximos anos, após a aposentadoria confirmada de sete A380 e oito 777. Por ora, a configuração projetada para o 777-9 é de 426 assentos em duas classes, ou 300 em quatro classes de serviço. No caso dos A380 da Emirates, a capacidade atual é de 457 passageiros.

Outra mudança na estrutura da Singapore foi a opção de absorver as operações domésticas de curto alcance, passando a voar com aeronaves de um corredor. Com isso, a companhia adiciona a seus pedidos firmes 35 unidades da família A320neo e outros 31 pedidos do 737 MAX 8.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 16 de Fevereiro de 2021 às 15:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing 777 777-9 777X 787 Dreamliner Airbus A380 A320neo 737 MAX 737-8