Após 2030

Saab avança no desenvolvimento do substituto do Gripen

Projeto prevê uma aeronave de sexta geração que será o modelo padrão da força aérea sueca e britânica


Futuro Tempest deverá ser o principal caça do Reino Unido e da Suécia na próxima década

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A Saab anunciou a criação de um novo centro de estudos no Reino Unido dedicado ao desenvolvimento do novo caça de sexta geração desenvolvido em conjunto entre suecos e britânicos.

O projeto faz parte do chamado Future Combat Air Systems (FCAS), como parte do Team Tempest, um novo caça avançado em estudos preliminares, e terá um investimento inicial de 50 milhões de libras esterlinas (R$ 347,2 milhões).

O futuro caça deverá substituir no longo prazo os Gripen E/F em fase avançada de desenvolvimento pela SAAB, em parceria com a Força Aérea Brasileira. A previsão é que o FCAS possa entrar em serviço em meados da próxima década.

A Saab tem trabalhado no FCAS em parceria com industrias do setor de defesa e aeroespaço britânicas, como a BAe System e Rolls-Royce. Além disso, também participam do projeto a Leonardo e MBDA. Atualmente a Saab lidera um estudo de viabilidade do FCAS, tendo concluído recentemente os requisitos de sinergias entre as empresas parceiras.

Atualmente o desenvolvimento de uma aeronave de combate de sexta geração passa por uma fase de validação de conceitos, visto que não existe ainda uma definição de requisitos padronizados para este tipo de aeronave. A intenção é superar as capacidades dos atuais caças de quinta geração, como os norte-americanos F-22 e F-35, o russo Su-57 e o chinês J-20.  O conceito prevê uma maior integração entre diversos vetores, incluindo aeronaves não-tripuladas.

Saiba mais...

Ainda que mantenha consideráveis esforços na pesquisa de desenvolvimento tecnológico para o programa FCAS, a Saab mantém o cronograma do projeto Gripen NG, o caça adquirido pela Força Aérea Brasileira e pela força aérea sueca. O modelo é considerado de geração 4,5 ou 4++, que oferece uma capacidade superior aos primeiros caças da quarta geração, desenvolvidos a partir da década de 1970, com uma série de soluções existentes nos modelos de quinta geração.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 4 de Agosto de 2020 às 15:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Saab Gripen Tempest RAF Royal Air Force FAB BAe System Rolls-Royce Leonardo FCAS Suécia