Esquenta...

Russos acompanham aviões de espionagem dos EUA no mar Negro

Países ampliam atividade de reconhecimento nas regiões de fronteira e recriam clima da Guerra Fria


P-8A da marinha dos Estados Unidos é acompanhado por caça russo durante missão de patrulha no mar Negro

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A força aérea da Rússia acompanhou dois aviões de reconhecimento dos Estados Unidos que sobrevoavam o mar Negro e o Báltico na última quarta-feira (22). Os aviões da força de alerta rápido da força aérea russa decolaram imediatamente após os radares registrarem a presença dos aviões de espionagem.

Segundo Moscou, os caças do país acompanharam um avião de reconhecimento marítimo P-8A Poseidon da marinha norte-americana e um icônico U-2S, utilizado pela força aérea dos Estados Unidos desde a Guerra Fria em missões de coleta de informações sensíveis.

Além disso, um P-3C Orion alemão também sobrevoava o mar Báltico e foi acompanhado por caças russos. No caso do Orion, foi a segunda vez que o modelo foi visto voando a região, quando em 17 de julho um avião pertencente da Noruega esteve em missão no mar de Barents.

Dias antes, um Boeing RC-135 da força aérea norte-americana, utilizado em missões dedicadas de reconhecimento e espionagem, foi também acompanhado pelos russos durante seu voo sobre o mar Negro.

Ainda que as aeronaves tenham sido acompanhadas pela força aérea russa, o Centro de Controle de Defesa Nacional do país afirmou que não houve qualquer violação das regiões de fronteira. A Rússia e as forças da Otan têm ampliado o número de exercícios reais de observação e coleta de dados nos últimos anos, retomando o clima de animosidade existente na Guerra Fria.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 23 de Julho de 2020 às 14:30


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 737 P-8A Poseidon PC-3C Orion US Navy EUA marinha U-2 RC-135 Rússia caças guerra fria