Guerra industrial

Rússia pretende trocar fornecedores de aviônicos do MC-21

Objetivo é evitar problemas com possíveis embargos que comprometam as vendas internacionais


Rússia espera evitar futuros embargos ao MC-21 mudando fornecedores de sistemas

A Rússia planeja substituir até 2023 os aviônicos que utiliza na aeronave MC-21 por sistemas produzidos nacionalmente. O objetivo é evitar um possível embargo que prejudique as vendas do avião. Atualmente o sistema de aviônicos é fornecido pelas norte-americana americanas Honeywell e Rockwell Collins e a francesa Thales.

O governo emitiu os pré-requisitos para possíveis fabricantes russos, que devem completar o desenvolvimento o desenvolvimento, testes e certificação até o final de 2023.

LEIA TAMBÉM

O MC-21 é o primeiro avião comercial de grande porte desenvolvido na Rússia desde o final da União Soviética. A aeronave tem capacidade para até 211 passageiros. Seu primeiro voo foi realizado em 28 de maio de 2017 e sua certificação deverá ser concluída ainda esse ano. A produção em série do jato deverá começar em 2021. Todavia, com a mudança de aviônica deverá exigir uma certificação adicional.

A empresa aérea russa Aeroflot deve se tornar a primeira operadora da nova aeronave, enquanto a Malaysia Airlines poderá se tornar o primeiro cliente internacional.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Gabriel Benevides

Publicado em 29 de Janeiro de 2020 às 15:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião MC-21 Irkut Aeroflot Honeywell Rockwell Collins Thales aviônicos