Perigo não-tripulado

Reino Unido vai conduzir colisões entre drones e aeronaves comerciais

Estudo visa conhecer os danos causados em um incidente e os meios de evitá-los


Diante do crescente risco de acidentes entre aeronaves comerciais e drones, o governo britânico quer conduzir uma série de testes de colisões reais entre os dois tipos de aeronaves. Uma das principais preocupações é o impacto do equipamento com o para-brisa, que poderá romper com o choque e causar sérios ferimentos nos pilotos, por conter partes metálicas rígidas.

Para autoridades e associações de pilotos, é uma questão de tempo para a primeira colisão séria e perigosa ocorrer na proximidade dos grandes aeroportos do mundo. O emprego de drones em larga escala é uma tendência mundial e exige novas medidas. Autoridades de diversos países cogitam a exigência de registro do drone e licença especifica para seus operadores.

Ernesto Klotzel

Publicado em 21 de Outubro de 2016 às 15:30


Notícias Drone