Coroa com cada vez menos jóias

Reino Unido vai aposentar parte dos caças Eurofighter até 2025

Aviões serão retirados de serviço antes de atingir a metade da vida útil planejada


Eurofighter da RAF

Nos últimos anos o Typhoon vem sofrendo cortes constantes entre seus operadores

O Reino Unido deverá aposentar seus 53 caças Eurofighter Typhoon Tranche 1 até 2025. Atualmente as aeronaves atingiram menos da metade do ciclo de vida estrutural previsto, que prevê ao menos 6.000 horas de voo.

Ainda que sejam aviões novos, a Royal Air Force (RAF) planeja reduzir drasticamente os custos de operação com a família Typhoon. A versão Tranche 1, a primeira de quatro séries desenvolvidas, é dedicada basicamente para missões de superioridade aérea, sendo usado como aeronave de alerta de reação rápida. O modelo conta com grandes limitações para uso de misseis ar-ar, além de capacidade limitada ar-solo.

A intenção é operar apenas com as variantes de maior capacidade, que atendem aos requisitos multimissão da RAF.

Desde 2018 a força aérea já aposentou quase a totalidade dos dezesseis Typhoons biplace, que foram canibalizados e usados como peças de reposição para a frota em serviço.

Ao final de 2025, os atuais Typhoon Tranche 1 terão acumulado pouco mais de 2.500 horas de voo, algo próximo de 42% da vida útil prevista.

Com orçamento militar cada vez mais apertado e com custos elevados, as forças armadas britânicas buscam formas de reduzir gastos com equipamento, ao mesmo tempo que buscam meios de manter sua plena capacidade operacional.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 10 de Setembro de 2021 às 11:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião caça Eurofighter Typhoon RAF Royal Air Force Reino Unido forças armadas Brexit