Plena capacidade e independência tecnológica

Projeto do novo avião comercial russo deverá contar com mais dois protótipos

Aeronaves serão utilizadas na campanha dos motores PD-14 desenvolvidos para o MC-21


A campanha de ensaios em voo do MC-21, o primeiro avião comercial russo de média capacidade criado após o final da União Soviética, deverá receber o reforço de dois protótipos destinados aos ensaios dos motores Aviadvigatel PD-14.

Os primeiros protótipos estão equipados com os motores PurePower, da Pratt & Whitney, similares aos utilizados pelos Airbus A320neo, A220 e E-Jet E2. Seguindo os objetivos de oferecer uma aeronave de classe global, a Irkut, responsável pelo projeto, optou por equipar o modelo com motores ocidentais e russos, atendendo dois nichos de clientes.

LEIA TAMBÉM

Com pretensões bastante ambiciosas de conquistar uma fatia do mercado hoje nas mãos da Airbus e Boeing, com os A320neo e 737 MAX, respectivamente, a Irkut desenvolveu uma aeronave projetada desde o início baseada nas normas de certificação da FAA. Consideradas as regras padrão da indústria, as regras da FAA se tornaram o primeiro desafio do projeto MC-21, enquanto o segundo é conquistar o mercado ocidental sem perder as empresas aéreas dentro da zona de influência de Moscou.

A opção da motorização da Pratt & Whitney atende a novos clientes de países como da América Latina, que possuem frotas antiquadas e pouco acesso a crédito em bancos europeus ou norte-americanos. Já os motores Aviadvigatel foram desenvolvidos com duplo objetivo: o primeiro manter o avião atrativo para companhias russas e do antigo bloco comunista, que conhecem a filosofia operacional e de manutenção deste tipo de motor. O outro ponto foi manter a plena capacidade de desenvolvimento de motores na Rússia, que mesmo após o fim do regime soviético se mantém independente tecnologicamente de potências ocidentais.

A expectativa é que a Rosaviatsiya, a agência de aviação russa, emita o certificado de tipo em meados de 2020, seguido da EASA no início de 2021.

Por Edmundo Ubiratan | Imagens: Divulgação

Publicado em 17 de Julho de 2019 às 16:00


Notícias MC-21 Irkut MC-21 UAC OAK Boeing Airbus Pratt & Whitney PurePower A320neo A220 737 MAX EASA