20 meses depois

Primeiros voos com o 737 MAX serão para lugar nenhum

American Airlines realizará cinco operações experimentais antes de recolocar o avião em serviço ativo


American Airlines deverá ter em Miami (MIA) seu principal hub para a retomada dos voos com o 737 MAX

A American Airlines planeja retomar os voos com o 737 MAX no próximo dia 29 de dezembro. Porém, antes da tão aguardada operação com o modelo que promete tornar bastante competitivo seu uso em rotas antes inviáveis nessa classe de aeronaves, os voos iniciais serão para ‘lugar algum’.

A intenção é realizar cinco voos experimentais onde o avião vai decolar e pousar no mesmo aeroporto. As operações poderão ser acompanhadas por seus funcionários, que podem experimentar o retorno do 737 MAX, que ficou vinte meses impedido de voar.

De acordo com a American Airlines, o primeiro voo experimental está marcado para ocorrer no dia 3 de dezembro a partir de Dallas (DFW), no Texas; seguindo de um que partirá de Miami (MIA), na Flórida, no dia 8 de dezembro. O aeroporto nova-iorquino de LaGuardia terá dois voos, nos dias 09 e 15 de dezembro respectivamente. Já a operação de testes final está marcada para o dia 17 de dezembro, partindo de Miami.

Vale ressaltar que o aeroporto da Flórida será a principal base do 737 MAX da American Airlines durante a fase de retorno, o que deverá ocorrer ao longo dos primeiros meses de 2021.

Com a missão de treinar todos os seus pilotos de 737 no MAX até março do ano que vem, a companhia pretende iniciar nos próximos dias o novo treinamento dos pilotos para se adaptarem as mudanças de software inseridas no avião, além demonstrar como o avião se comporta em situações de não conformidade dos dados e perda de velocidade com o MCAS acionado.

O sistema automático criado para evitar a perda de controle do avião se tornou justamente o cerne dos dois acidentes fatais com o 737 MAX. Parte da falha ocorreu pela dificuldade dos pilotos em reconhecerem a atuação incorreta do MCAS, o que levou a uma situação extrema e a consequente falta de tempo para recuperar o controle do avião.

A recertificação do 737 MAX está ocorrendo em todo o mundo, com uma completa revalidação de diversos sistemas e protocolos, o que tornou o avião, segundo as autoridades, um dos mais seguros de toda a história do transporte aéreo.

  • Se inscreva no canal da AERO Magazine no YouTube clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 30 de Novembro de 2020 às 09:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Boeing 737 MAX Anac MIA Miami Dallas DFW La Guardia Nova York American Airlines MCAS