Gigante cargueiro

Primeiro 777-300 cargueiro avança no seu desenvolvimento

Aeronave terá uma capacidade similar ao Boeing 747-400F, mas com custos operacionais inferiores


Boeing 777-300 cargueiro

Big Twin realizou um voo especial no dia 15 de abril, data que comemora a fundação do Estado de Israel

O primeiro 777-300ER cargueiro está mais próximo de se tornar realidade, com a Revisão Crítica do Projeto (CDR, na sigla em inglês) sido finalizada. O programa de conversão é realizado pela israelense Israel Aerospace Industries (IAI), em parceria com a GECAS, divisão de arrendamento do grupo GE.

Segundo a IAI o projeto ultrapassou a metade do desenvolvimento do Programa de Desenvolvimento do Certificado Suplementar de Tipo (STC), que e uma das exigências para poder realizar extensas modificações estruturais no avião.

O 777-300ER cargueiro, batizado de  Big-Twin, realizará modificações estruturais importantes, como abertura de uma ampla porta de cargas, reforço do piso principal, fechamento das janelas, entre outros. Ainda que seja um projeto criado e conduzido pela IAI, o licenciamento é feito pela Boeing, que deve aprovar as alterações apresentadas.

O programa conta com um extenso planejamento e preparação, com o primeiro avião já pronto para iniciar a fase mais crítica do projeto, que é a abertura e instalação da porta de cargas.

O primeiro avião (MSN 32789) foi entregue nas instalações da IAI, em Tel Aviv, pela GECAS em junho do ano passado, onde foi analisado para ser convertido. No último dia 15, data de criação do Estado de Israel, o avião realizou um voo especial sobre o país, antes de retornar as oficinas e ter o projeto finalizado.

Desde a entrega, a aeronave já realizou testes de solo e voo enquanto, antes de entrar na fase de preparação para conversão.

Para converter um avião de passageiros para versão puramente cargueira é necessário uma preparação e planejamento especial antes da conversão, incluindo a obtenção do Certificado Suplementar de Tipo (STC). A lista de mudanças exigidas no projeto é:

  1. Adição da porta de carga do piso principal
  2. Forro especial para variante cargueira
  3. Fechamento das janela
  4. Compartimento da tripulação modificado
  5. Reforços estruturais na fuselagem do avião
  6. Instalação de uma estrutura de piso totalmente nova
  7. Uma barreira de carga rígida, que suporta até 9G, montada antes do cockpit
  8. Sistema de carregamento de carga motorizado

Por Gabriel Benevides

Publicado em 20 de Abril de 2021 às 14:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing 777 777-300ER IAI Gecas GE Aviation 777F cargueiro Israel