Reequipando a frota de instrução

Textron deixa o Programa T-X da USAF

Já a Raytheon confirmou sua permanência na concorrência para escolha dos novos aviões de instrução da força aérea dos EUA


A concorrência do programa de reequipamento da frota de instrução da USAF (força aérea dos Estados Unidos), conhecida pela sigla T-X, registrou importantes mudanças nas últimas semanas.

A Textron Airland, divisão militar do conglomerado que inclui a Cessna, Beechcraft e Bell Helicopters, oficialmente retirou seu interesse pela concorrência. A empresa oferecia o sistema baseado nas aeronaves Scorpion. A decisão se deve à necessidade de adaptar o avião às exigências especificas do programa T-X, que pede uma aeronave de alto desempenho e baixo custo operacional.

O Scorpion é um avião de ataque leve, com capacidade para missões de reconhecimento. O preço médio é estimado em US$ 20 milhões e a hora de voo pode chegar a US$ 3.000.

A Raytheon por outro lado confirmou sua participação na competição, oferecendo o T-100. A aeronave é baseada no italiano M-346 Master, produzido pela Finmeccanica.

Embora seja um projeto italiano, a Raytheon garante que toda a produção será feita nos Estados Unidos, utilizando apenas o projeto básico do Master. A propostas contemplam três opções de configuração para o avião, que poderá inclusive dispor de uma sonda para reabastecimento em voo.

Da redação

Publicado em 3 de Março de 2016 às 11:37


Notícias Textron Cessna Beechcraft Raytheon