Bons números

Movimento nos voos domésticos foi cerca de 80% do nível pré-pandemia em julho

Ao longo do período foram 5,8 milhões de passageiros transportados no Brasil


Aeroporto de Brasília

Avanço do programa de imunização contra a covid-19 também influiu na melhora dos números

A Anac divulgou os dados do transporte aéreo referentes ao mês de julho, mostrando que a demanda e a oferta de voos domésticos foram 23,6% e 22,1% menores, respectivamente, do que o registrado no mesmo período de 2019.

Foram 5,8 milhões de passageiros transportados no mercado doméstico, 31,3% menor do que dois anos atrás. No mercado internacional, ainda sob efeito das restrições fronteiriças e de viagens a turismo, a demanda ficou 80,3% menor que em 2019 e a oferta teve queda de 65,1%.

Segundo o Diretor de Vendas e de Marketing da Latam Brasil, Diogo Elias, “os dados mostraram também que temos mais competição na aviação brasileira e o passageiro brasileiro é quem mais se beneficia de um mercado disputado, principalmente no que diz respeito ao preço”, se referindo, sem citações, à entrada da Itapemirim, que iniciou suas operações no início do mês alvo do levantamento.

A participação da Latam no mercado doméstico subiu três pontos percentuais entre abril e julho, o que representa um salto de 700 mil para quase 2,2 milhões de passageiros transportados, o que influiu na taxa de ocupação dos voos, que foi de 72% para 82% no período.

Para os dados completos do levantamento completo da Anac, basta acessar o link.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 31 de Agosto de 2021 às 19:15


Notícias noticias noticias de aviação Levantamento Anac Oferta Demanda Voos Julho