Finalmente

Motor PT6-A se beneficia com alteração nos voos comerciais da Europa

Mudança na regulamentação pemite o uso de instrumentos IFR em monomotores


A utilização do motor PT6-A da Pratt & Whitney Canada (P&WC) deve crescer consideravelmente na Europa por causa de uma mudança na regulamentação que abrirá os céus do continente para os voos por instrumentos (IFR) em aeronaves monomotor utilizadas em operações comerciais.

Para as companhias europeias, a aprovação dos voos IFR coloca o motor PT6-A à frente dos demais e permite a redução dos custos operacionais. Desta forma, crescerá a oportunidade para os serviços aéreos “charter” e “commuter”. A certificação teve como referencia a confiabilidade do PT6-A ao longo dos últimos anos.

Desde 1990, o modelo tem aberto o mercado da aviação comercial monomotor em condições IFR em outras partes do mundo. Nessas duas décadas, esta operação também obteve permissão da América do Norte, da Nova Zelândia e da Austrália.

Com os programas de desenvolvimento, o motor de hoje é quatro vezes mais potente, tem uma relação potência-peso 50% melhor e é 20% mais eficiente em termos de combustível. A PW&C já produziu mais de 55 mil motores PT-A, dos quais 22 mil se encontram em operação. Ao todo, o molelo de motor possui 140 diferentes aplicações e já acumula 400 milhões de horas de voo.

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 20 de Julho de 2016 às 14:18


Notícias