De best seller para incertezas na nova geração

Lufthansa revisa pedido para o 777X e muda estratégia de frota

Empresa alemã reduz total de aviões encomendados em 2013


Lufthansa foi cliente de lançamento do 777X em 2013

A alemã Lufthansa modificou seu pedido para o Boeing 777X, reduzindo seu compromisso com o novo avião. O pedido original, formalizado em 2013, previa um total de 34 aeronaves, mas foi atualizado para 20 compromissos firmes e 14 opções de compra.

Em comunicado realizado na divulgação dos dados do terceiro trimestre, a empresa afirmou que a encomenda original não é suficientemente segura para ser exercida. A Lufthansa tem alterado sua estratégia em relação a frota de longo curso e grande capacidade. Recentemente a companhia encomendou o Boeing 787, que oferece grande alcance e menor capacidade que os futuros 777X, permitindo maior flexibilidade da frota. Além disso, planeja no futuro retirar de serviço alguns de seus os Airbus A380.

LEIA TAMBÉM

Ainda que o total permaneça o mesmo, a Lufthansa transformou parte em opções, modificando as perspectivas de mercado para a nova geração do Triplo Sete, que não obteve um número expressivo de encomendas.

A Boeing tem postergado a entrada em serviço do 777-9, o primeiro avião da nova família, após alguns atrasos no desenvolvimento dos motores GE9X e de uma falha estrutural não programada em um ensaio estático. O 777-8, versão de menor capacidade e maior alcance, aguarda uma definição para ser desenvolvido, o que deve ocorrer em meados da próxima década.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Imagem: Divulgação

Publicado em 11 de Novembro de 2019 às 13:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 777 777X Lufthansa 787 GE GE9X Airbus A380