Ajustes por conta do coronavírus

Lufthansa groundeia 20% de seus aviões por conta do coronavírus

Aérea alemã comunicou na quarta feira (04) que irá manter cerca de 150 aviões em solo após anunciar o seu novo cronograma de voos reduzidos em todo o mundo


Um porta voz do grupo comunicou em recente entrevista para a AFP que cerca de 25 aeronaves de longo curso e 125 aeronaves de médio e curto curso deixarão de voar em breve, o que inclui as subsidiárias Eurowings, Austrian, e Swiss. Este é o segundo anúncio na mesma semana, já que na segunda-feira a Lufthansa disse que reduziria o seu plano de voo em 25%, especialmente em rotas de curta e média distância.

O grupo suspendeu rotas para países com casos elevados da doença o que inclui a China e Irã até o final de Abril. 

LEIA TAMBÉM

A Lufthansa também paralisou novas contratações como forma de amenizar os impactos comerciais por conta do coronavírus, que segundo a companhia “não é possível estimar os prejuízos causados”. 

Segundo a Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), o surto do coronavírus pode significar uma queda de US$ 4 a 5 bilhões na receita mundial das companhias aéreas. 

Por Gabriel Benevides

Publicado em 6 de Março de 2020 às 16:00


Notícias Notícias Notícias de Aviação aeronaves aviões Lufthansa Airbus Boeing Itália Alemanha Irã China coronavírus