Aviação executiva

Legacy 450 começa a ser fabricado

Embraer produz primeira peça do protótipo de jato executivo


A Embraer construiu a primeira peça do primeiro protótipo do Legacy 450, jato executivo da categoria "mid-light". A peça é um componente da fuselagem dianteira e foi usinada por uma máquina de alto desempenho e totalmente automatizada. O Legacy 450, que terá 4.260 quilômetros de alcance, foi projetado com o CATIA V5, considerado o software de engenharia mais moderno da atualidade. Enquanto isso, o Legacy 500 avança em seu programa de testes pré-voo com seu protótipo 001. A Embraer concluiu com sucesso os testes de taxiamento, de vibração em solo e do sistema de combustível. De acordo com o cronograma da empresa, o -500 deve voar pela primeira vez ainda este ano. O -450 e o -500 já completaram mais de oito mil horas de testes de sistemas, sendo 2.500 horas só de testes para a integração dos sistemas, conhecidos como "Iron Bird", para garantir a perfeita harmonia entre os sistemas vitais da aeronave. Legacy 650 certificado para operar em grande altitude A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) certificou o Legacy 650 para pousos e decolagens em grande altitude (da sigla em inglês "Halto"). A certificação abre um envelope operacional maior para a aeronave executiva da categoria "large" da Embraer, permitindo, por exemplo, operar em aeroportos localizados a altitudes de até 13.800 pés, como alguns da Colômbia, Equador, Bolívia, Peru, China, Índia, Nepal, entre outros. A certificação pelas agências norte-americana de aviação (FAA) e europeia (EASA) deve sair em breve. O Legacy 600 também recebeu a certificação "Halto" da Anac e da FAA, e em breve será pela EASA. O Lineage 1000 já possui essa certificação.
Da Redação

Publicado em 14 de Agosto de 2012 às 08:37


Notícias

Artigo publicado nesta revista

Titulo

AERO Magazine 219 · Agosto/2012 · Titulo