Avançando em meio a crise

Latam e Delta recebem aprovação da Colômbia para joint venture

Liberação permite avançar em acordo amplo de cooperação entre as duas empresas em toda a América do Sul, incluindo o Brasil


 Boeing 787 da Latam Chile

Latam deverá ampliar acordos com a Delta Air Lines enquanto finaliza reorganização financeira

O grupo Latam Airlines e a Delta Air Lines receberam a aprovação do governo colombiano para a criação de uma joint venture, seguindo as autorizações já emitidas em pelos governos do Brasil e do Uruguai. 

Apesar da aprovação da Colômbia, onde o Grupo Latam possui uma filial, o processo de joint venture está sob revisão em outros países, inclusive o Chile, sede da empresa sul-americana. A manutenção do acordo entre as duas empresas ocorre em um momento que o grupo Latam passa por uma profunda reorganização financeira nos Estados Unidos, através do Capítulo 11 de proteção contra falências, o que aparentemente no afetado a aliança estratégica planejada antes mesmo da crise.

Anunciado no final de 2019, a parceria entre Latam Airlines e a Delta Air Lines ocorreu logo após a companhia norte-americana ter adquirido, por US$ 1,9 bilhão, uma participação de 20% do grupo Latam.

A parceria ocorreu em um momento de reestruturação de alianças do grupo Latam, que historicamente mantinha uma parceria com a também norte-americana American Airlines, sendo inclusive membro da aliança oneworld. Anos antes, a empresa sul-americana havia cogitado uma parceria mais ampla com a American Airlines, mas acabou sendo cancelada após o tribunal chileno ter rejeitado a proposta, alegando concentração de mercado, o que poderia prejudicar a concorrência na região.

Com a negativa de uma aliança com a American, a Latam buscou um novo acordo, agora com a Delta Air Lines, mas a mudança estratégia exigiu uma revisão de parcerias, incluindo a saída da oneworld.

O acordo com a Delta tem avançado mesmo durante a crise econômica do grupo Latam e do mercado de transporte aéreo internacional, tendo obtido sinergias nas operações conjuntas com a facilitação de conexões no Terminal 3 do Aeroporto Internacional de Guarulhos e no Terminal 4 do aeroporto de Nova York, incluindo o acesso compartilhado das salas VIP das companhias aéreas nos Estados Unidos e na América Latina.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 19 de Maio de 2021 às 10:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Latam Delta Air Lines American Airlines Chile Brasil Colômbia TAM