Retomada

Embraer assina contrato para dezessete E175 com a Alaska Air

Pedido total realizado pela empresa norte-americana é avaliado em mais de R$ 4,46 bilhões


Embraer E175 da Alaska Air

Alaska Airlines deverá somar 79 aviões E175 na frota em meados de 2022

A Embraer negociou a venda de dezessete novos E175 para a norte-americana Alaska Air, divididos em dois pedidos distintos, que somam aproximadamente US$ 848,3 (R$ 4,46 bilhões), baseado nos preços de tabela.

O primeiro acordo, inclui a venda de nove E175 para a Alaska Air, sendo parte da conversão de opções de contrato, assinado em abril de 2016, em um pedido firme. Serão operados pela subsidiária Horizon Air. O valor do contrato, será incluído na carteira de pedidos da Embraer do segundo trimestre, é de US$ 449,1 milhões, com base nos preços de lista atuais.

Além disso, o grupo Alaska Air também anunciou um acordo para mais oito E175 através da SkyWest Airlines, através de um acordo de compra de capacidade (CPA- Capacity Purchase Agreement, em inglês). O valor do contrato é de US$ 399,2 milhões e também será incluído na carteira de pedidos do segundo trimestre.

“Com essas aeronaves, teremos mais de 220 jatos E175 em operação, mais do que qualquer outra companhia aérea no mundo. Temos grande confiança e apreciamos nossa parceria de longa data com a Embraer há mais de 35 anos”, disse Chip Childs, presidente e CEO da SkyWest.

A ampliação das vendas do E175 ocorre em um momento de retomada das perspectivas de crescimento da aviação comercial nos Estados Unidos. Com a imunização da maior parte da população dentro do cronograma esperado, que deverá ser completo até o final do ano, as empresas aéreas esperam já ter um sinal positivo de crescimento nos próximos meses.  

“O E175 é verdadeiramente a espinha dorsal do mercado regional da América do Norte; a participação de mercado da Embraer no segmento de 70-90 assentos na região é de 85%”, destaou Mark Neely, vice-presidente de vendas e marketing da Embraer aviação comercial. “Atualmente, há 588 jatos E175 voando em companhias dos EUA e Canadá para cidades do Canadá, Estados Unidos, México e América Central”.

As aeronaves configuradas com 76 assentos serão entregues a partir de 2022, contando com configuração de três classes de serviço.

“Temos gerenciado os impactos da pandemia e estamos em um caminho sólido de recuperação. O E175 continua sendo uma parte fundamental de nossa estratégia”, disse Nat Pieper, vice-presidente sênior de frota, finanças e alianças da Alaska Airlines.

Atualmente a Alaska Airlines possui uma frota de 62 aviões E175, operada pelas companhias Horizon Air e SkyWest Airlines. Somados aos pedidos firmes restantes da Horizon, ao final do contrato serão 42 aviões da família E175 voando para a Alaska Airlines. Quando todas as 17 aeronaves anunciadas forem entregues, o grupo Alaska Air terá 79 jatos E175 em sua frota regional, operados pela Horizon e SkyWest.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 12 de Maio de 2021 às 12:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Embraer E175 Alaska Air SkyWest Airlines Estados Unidos aviação regional