Luta contra o vírus

Setor aéreo revisa normas para lidar com a pandemia no mundo

Entidades internacionais pretendem criar um passaporte de vacinação digital para tripulantes


Mudanças nas normas visa atender a realidade atual, especialmente com a reabertura de fronteiras, como na Austrália

O Conselho da Organização da Aviação Civil Internacional (Icao, na sigla em inglês) aprovou novas recomendações da sua Força-Tarefa de Recuperação de Aviação (Cart). O novo texto recomenda a flexibilização temporária de voos de carga, com a priorização da vacinação para a tripulação e uma maior cooperação governamental para a implementação das ações.

A força-tarefa também pede a atualização ou a substituição de orientações para os certificados de testes de covid-19, incluindo a estrutura de tecnologia para criar versões digitais dos atestados de vacinação.

A organização também pede um melhor gerenciamento de riscos da pandemia e novas diretrizes para o transporte de artigos perigosos em aeronaves de passageiros que atualmente são utilizados para o transporte de carga.

A Cart foi criada no início da pandemia, há um ano, e o conselho da Icao adotou seu primeiro conjunto de diretrizes de resposta e recuperação da covid-19 em junho de 2020. O órgão afirma que, como a pandemia está em constante evolução, é necessária uma constante atualização das diretrizes, com as recomendações da Fase II, lançadas há cerca de 120 dias, e as recomendações da Fase III, formalizada na última segunda-feira (15).

A aprovação das recomendações também foi ratificada pela Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata), e deverá ser implementada da melhor forma possível ao redor do mundo.

Por Marcel Cardoso

Publicado em 18 de Março de 2021 às 14:50


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação convid-19 pandemia Iata Icao Cart