Silencio!

Gulfstream G280 atende aos novos requisitos de redução de ruído dos EUA

Regras do estágio 5 visam reduzir ainda mais a emissão de ruído por aeronaves em todas as fases do voo


 Gulfstream G280 em voo

Estágio 5 de emissão de poluição sonora limita ainda mais o ruído gerado por aeronaves em todas as fases do voo

A Gulfstream atendeu aos novos requisitos de emissão de ruídos para o G280 existentes nos Estados Unidos. A FAA, a agência de aviação civil dos Estados Unidos, recentemente restringiu ainda mais as normas de emissão de poluição sonora.

As emissões de ruído do G280 estão abaixo dos níveis agora classificados como estágio 5, o novo padrão exigido pela FAA para aeronaves subsônicas, garantindo ao jato de negócios maior flexibilidade operacional em aeroportos sensíveis a poluição sonora, especialmente os localizados em áreas centrais que contam com restrições de entrada e saída com horários específicos do dia.

“As metas de redução de ruído das aeronaves são vitais para garantir a existência da indústria de aviação e demonstram nossos esforços para sermos bons vizinhos para aqueles que vivem ou trabalham perto de aeródromos, aeroportos ou rotas de voo”, disse Mark Burns, presidente da Gulfstream.

Após a aprovação oficial do novo padrão de ruido do estágio 5, o G280 receberá novas atualizações no manual de voo, com novas planilhas de dados de ruído que serão enviados aos operadores.

Os Estados Unidos, assim como a União Europeia, ampliaram as exigências técnicas quanto a limite máximo de ruído gerado por aeronaves nas fases de decolagem, voo e pouso. O novo estágio 5 permitirá operações mais silenciosas em todas etapas e segue rígidos padrões de certificação, similares aos encontrados nas regras de poluição atmosférica.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 10 de Março de 2021 às 10:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Gulfstream aviação G280 Stage V poluição sonora FAA EASA