Mercado potencial

Gulfstream entrega o primeiro G600 para um operador da Europa

Jato de negócios foi recentemente certificado pela EASA e deverá agora ampliar acesso ao mercado europeu


Gulfstream G600

G600 foi entregue para um cliente europeu após receber certificação da EASA

A Gulfstream realizou a entrega do primeiro jato de negócios G600 certificado pela EASA, a agência europeia de aviação civil. O avião destinado para um cliente não divulgado ficará baseado na Europa, expandindo a presença da nova geração de aeronaves do fabricante norte-americano em todo o mundo.

O G600 é um dos mais novos projetos da Gulfstream, sendo uma evolução tecnológica do G650, ainda que disputando outro nicho de mercado. A aeronave obteve um incremento no alcance, podendo agora voar por 6.600 nm (12.223 km) em cruzeiro de longo alcance a uma velocidade de Mach 0,85 ou 5.600 nm (10.371 km) com cruzeiro de Mach 0,90.

O seu novo cockpit de controle apresenta sidesticks de controle ativo, telas sensíveis ao toque e uma rede de dados avançada. Todas essas melhorias visam agilizar as operações e reduzir a carga de trabalho dos pilotos. A cabine de passageiros pode ser configurada com até quatro zonas, incluindo uma suíte.

“Estamos felizes por nossos clientes na Europa agora poderem registrar seu G600 no continente”, disse Mark Burns, presidente da Gulfstream.

Funções do overhead do G600 são controladas por telas sensíveis ao toque

Além das certificações da EASA e da FAA, a agência aeronáutica dos Estados Unidos, o G600 também possui validação de tipo das autoridades de aviação das Bermudas, Ilhas Cayman, Ilha de Man, San Marino e México.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 17 de Dezembro de 2020 às 17:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Gulfstream G600 Mach jatinho avião de negócio executivo Mark Burns Europa EASA FAA