Ganho de esperança

Pedido de três Antonov An-178 será realizado pelo Governo Ucraniano

Potencial rival do C-390 da Embraer vendeu apenas uma unidade para o Peru


Antonov An-178

Antonov espera vender mais três unidades do An-178

O ministério de indústrias estratégicas da Ucrânia fará nos próximos dias o pedido de três unidades do novo Antonov An-178, se tornando a primeira ordem governamental desde que o país se tornou independente da antiga União Soviética.

Ainda não foi definido o uso das aeronaves, que poderão ser empregadas tanto pelo exército quanto pela polícia local. O único pedido para o An-178 foi feito pela Polícia Nacional do Peru, que encomendou uma unidade em 2019.

O avião ainda não despertou interesse internacional e o pedido da Ucrânia pode ao menos manter a linha de produção aberta por mais alguns meses. É incomum a exportação de uma aeronave militar sem que o país de origem tenha feito uma considerável encomenda.

Saiba mais...

No caso brasileiro, os principais aviões exportados pela Embraer, comos monoturbo-hélices Tucano e Super Tucano, tiveram primeiro um pedido considerável realizado pelo governo brasileiro. O C-90 Millennium só obteve dois contratos internacionais após a FAB iniciar as operações com o cargueiro.

O pedido peruano do An-178 incorporou um novo marco para o fabricante ucraniano que desde 2015 não produzia aviões. Uma eventual confirmação de mais três aeronaves poderá manter ativa linha de produção. Ainda que seja mundialmente reconhecida pelos gigante An-124 e An-225, a Antonov não produz nenhum dos dois aviões há vários anos, especialmente pela falta de interesse do mercado em unidades novas. Um dos entraves é a idade do projeto, aliado ao consumo exagerado de combustível. Os poucos An-124 em serviço atendem a demanda pontual, especialmente para transporte de cargas muito pesadas ou de grande volume, mas que não justificam uma ampla frota global.

Anunciado em 2010, o An-178 ganhou os céus pela primeira vez apenas em 2020, a aeronave ganhou melhorias que garantem ao avião o transporte de até 18 toneladas úteis. Na teoria o modelo é rival do brasileiro C-390 e do norte-americano C-130J.

  • Se inscreva no canal da AERO Magazine no YouTube clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 8 de Dezembro de 2020 às 16:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Antonov An-178 União Soviética exército militar polícia Ucrânia Embraer C-390 Tucano