Pedido de socorro

Air France espera receber novo socorro estatal

Caso confirmado o aporte será o segundo em menos de um ano, podendo superar os R$ 27 bilhões


Airbus A318 da Air France em Paris

Air France foi fortemente impactada pela crise gerada pela pandemia

Após passar por uma forte redução na demanda, promovida pela pandemia, a Air France negocia um novo aporte financeiro para conduzir uma recapitalização emergencial. A proposta apresentada a União Europeia seria a troca de um empréstimo de cerca de US$ 4,7 bilhões (R$ 27 bilhões), concedido pela França, por perpetuidades ou dívidas híbridas.

De acordo com o jornal francês Le Monde, o acordo está sendo negociado junto à União Europeia e o governo da França e deverá ser aprovado dentro de normas de socorro emergencial ao setor aéreo.

Se confirmado, a Air France renunciaria alguns slots no aeroporto de Orly (ORY), em Paris, visando manter um equilíbrio saudável no setor.

O novo aporte financeiro ocorre após o grupo Air France – KLM ter recebido US$ 12,3 bilhões (R$ 70,8 bilhões) em empréstimos dos governos da França e da Holanda, no ano passado. Com a manutenção da baixa demanda e fechamento de fronteiras, o grupo busca agora apoio estatal para se recapitalizar.

Em fevereiro, a Air France-KLM divulgou prejuízo de US$ 8,8 bilhões (R$ 50,6 bilhões) em 2020, como resultado da redução drástica do tráfego e das restrições de viagem impostas pela pandemia.

A expectativa é que a vacinação em larga escala na Europa e Estados Unidos permita uma melhora no tráfego de passageiros no segundo semestre, especialmente no setor de turismo.

Por Marcel Cardoso

Publicado em 29 de Março de 2021 às 14:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Air France KLM pandemia Airbus A318 União Europeia França