Atende Guadalupe e Martinica

França suspende operações de companhia do Caribe

Air Antilles Express foi alvo de sanção por falhas em manutenção


ATR 42 da Air Antilles Express

ATR 42-600 (F-OIXO) da Air Antilles Express - Foto: ATC.GP

A Direção Geral de Aviação Civil da França (Dgac) suspendeu as operações da Air Antilles Express, que atende as ilhas de Guadalupe e Martinica, no Caribe, por deficiências na manutenção de sua frota.

Ao todo, onze aeronaves deverão ficar em solo, sendo sete ATRs e quatro Twin Otters. "Durante o monitoramento da empresa, desde o início de 2021, observamos oito importantes não conformidades, relacionadas às frotas ATR e Twin, que demonstram que seu sistema de gestão não permite controlar o cumprimento dos procedimentos necessários para garantir a aeronavegabilidade dessas frotas de aeronaves e a adequação dos procedimentos", segundo um relatório enviado pela Dgac à companhia aérea.

Em nota, a Air Antilles Express disse que está 'trabalhando contra o relógio' para rever o seu programa de manutenção, a fim de ser posteriormente aprovado pelas autoridades francesas, de modo a retornar rapidamente aos céus da região franco-caribenha.

A empresa foi fundada em dezembro de 2002. É uma subsidiária da Air Guyane Express, com sede na Guiana Francesa, e tem base nos aeroportos internacionais de Pointe-à-Pitre (PTP) e de Fort-de France (FDF), que passam a ser conectados exclusivamente pela rival Air Caraibes.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 30 de Agosto de 2021 às 06:00


Notícias noticias noticias de aviação Air Antilles França Caribe Manutenção Suspensão Guadalupe Martinica