Risco é descartado em ação conjunta da Aeronáutica

Falha no radar no Rio de Janeiro afeta voos e exige aplicação de plano de emergência

Separação maior entre os t´rafegos gerou atrasos, mas manteve a segurança de voo e a relativa normalidade das operações


Uma falha no sistema de visualização do radar que abrange o aeroporto do Galeão e o Santos Dumont causou atrasos e cancelamentos em alguns voos na manhã do dia 5. Segundo o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), o problema foi solucionado às 11h.

O consultor técnico da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), Paulo Roberto Alonso, diz que a mudança não impacta na segurança, mas pode gerar atrasos e cancelamento em aeroportos de outros estados, como São Paulo, Brasília e Belo Horizonte.

“É um problema que acaba não afetando somente o Rio de Janeiro, a eventual demora em pousos e decolagens atrapalha toda a malha aérea”, disse Alonso.

Para evitar riscos ao tráfego aéreo na segunda mais movimentada terminal do Brasil, o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA) adotou uma separação maior entre as aeronaves em voo Terminal do Rio.

A falha em sistemas de controle e radar embora não seja usual, é considerada de baixo risco ao transporte aéreo. Uma série de sistemas secundários e medidas emergências são adotadas para mitigar os riscos e manter a operacionalidade do sistema aéreo.

Da redação

Publicado em 6 de Abril de 2018 às 13:00


Notícias Abear CGNA Aeronáutica FAB