Olho nas estrelas

FAB participa de exercício internacional sobre vigilância espacial

Brasil espera que experiência auxilie na criação de um sistema de vigilância espacial no país


FAB participa de exercício sobre vigilância espacial nos Estados Unidos

A FAB participou de um dos principais exercícios mundiais sobre segurança espacial, quando o major aviador Rafael de Almeida Duque, do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), integrou o Global Sentinel 2019.

O exercício ocorreu na cidade de Suffolk, nos Estados Unidos, sendo uma atividade multinacional para promoção da segurança espacial, cooperação entre os países e troca de dados sobre vigilância espacial com o intuito de aumentar a consciência situacional espacial (Space Situational Awareness, em inglês).

LEIA TAMBÉM

O tema de vigilância espacial tem sido cada vez mais importante no contexto geopolítico global, tendo dos Estados Unidos inclusive anunciado a criação de uma agência dedicada ao tema. O Global Sentinel 2019 contou com a participação dos Estados Unidos, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Coréia do Sul, Espanha e Inglaterra, que juntos revisaram e implementaram processos e táticas, bem como, estabeleceram uma doutrina combinada para operações de vigilância espacial.

De acordo com a FAB, a atividade de Monitoramento Espacial está prevista no Programa Estratégico de Sistemas Espaciais, o que levou o Brasil ter interesse em participar como observador no exercício multinacional. A expectativa é que o acesso aos padrões internacionais, incluindo modelos de doutrina e procedimentos possam auxiliar na criação e a operação de uma unidade de vigilância espacial no Centro de Operações Espaciais brasileiro.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Imagem: Divulgação

Publicado em 14 de Outubro de 2019 às 16:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião FAB espaço vigilâcia espacial Estados Unidos NASA