Guerra ao vírus

Novas tecnologias para desinfecção de aeronaves

Processos aprimorados utilizam nebulizadores e novos produtos de limpeza com padrões hospitalares


Higienização de aeronaves se tornou ainda mais complexo e aumentou segurança a bordo

Nas últimas semanas, as empresas especializadas em serviços dedicados ao transporte aéreo estão trabalhando em novas tecnologias e processos de desinfecção de aeronaves. A medida visa ampliar a segurança sanitária, especialmente a bordo dos aviões comerciais.

Estão sendo usados novos equipamentos, como nebulizadores e novos produtos de desinfecção com níveis de eficiência iguais ao utilizado em sistemas hospitalares. Em todo o mundo, com a retomada das operações aéreas, o foco é resgatar a confiança dos passageiros, mostrar que é seguro viajar.

LEIA TAMBÉM

Inicialmente as empresas passaram a pulverizar poderosos desinfetantes dentro das cabines de passageiros, mas estudos mostraram que é mais eficiente o uso do processo de nebulização. Além de investimento em novas tecnologias e produtos, muitas empresas passaram a rever os processos e tornar a limpeza mais cuidadosa.

“Atendendo ao pedido de uma das companhias aéreas que temos como cliente, fomos experimentar a pulverização do produto de desinfecção, mas acabamos descobrindo que a nebulização será mais eficiente”, disse Carlos Britez, Diretor de Operações da Orbital WFS. A empresa criou até um novo produto, o Safe & Clean, em fase final de testes em laboratório.

A cada pouso estão sendo aplicados sanitizantes em áreas críticas da aeronave, com grande fluxo de toques e compartilhamento de espaço, como mesinhas, poltronas, encostos, janelas, maçanetas e tampas dos bagageiros internos, bem como é feita uma limpeza profunda nos banheiros e galleys.

“Elevamos os níveis e protocolos de desinfecção interna das aeronaves, com metodologia adequada ao novo cenário, desinfetando todas as áreas aos quais clientes e tripulação têm contato durante o voo”, disse Adriano Scheffer, gerente geral de aeroportos da InSolo.

As empresas especializadas em serviços auxiliares do transporte aéreo são responsáveis pela higienização de aeronaves em cerca de 80% dos voos em todo território nacional, seguindo os protocolos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Outro desafio do setor é a conscientização de padrões básicos de higiene para passageiros e tripulantes e funcionários do setor, incluindo lavar as mãos sempre, evitar sair de casa se estiver gripado, entre outros. Recentemente, a Abesata (Associação Brasileiras das Empresas de Serviços Auxiliares do Transporte Aéreo) lançou uma campanha batizada de “Voar é seguro, pode confiar!”.

A campanha pretende mostrar ao público em geral que não só as empresas especializadas em serviços em solo aprimoraram os processos de limpeza, tornando a higienização e a desinfecção 100% eficaz, mas também alertando para as novas orientações no desembarque que ajudam a evitar aglomerações.

A campanha reforça também o fato de que, dentro da cabine do avião, o ar passa por filtros idênticos aos usados nos centros cirúrgicos dos hospitais. E mais, o fato de todos os passageiros estarem sentados e virados para frente reduz o risco de contaminação.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 16 de Junho de 2020 às 13:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião higiene a bordo desinfecção de aeronaves voar é seguro