Aeroportos submersos

Elevação do nível do mar pode inundar aeroportos

Se a teoria do aquecimento global estiver certa, o que ainda divide opiniões, Santos Dumont e Teterboro poderão ficar total ou parcialmente embaixo d’água


Um relato recente sobre o futuro dos aeroportos metropolitanos de Nova York feito pela Associação de Planos Regionais esboça um triste cenário, especialmente para o Aeroporto de Teterboro (TEB) em New Jersey. Segundo o documento, a elevação do nível dos mares causada pelo derretimento de geleiras nos polos poderá ser de até 30 cm antes mesmo de 2030 no porto de Nova York. Ao final do século, a elevação poderá chegar aos 90 cm. 

Caso as previsões se confirmem, o aeroporto de Teterboro será parcialmente inundado com 30 cm de elevação das águas, e poderá ter o pátio e pista completamente submerso com alta de 90 cm. O caso se replica na maior parte dos aeroportos do mundo instalados em regiões litorâneas. No Brasil, o Santos Dumont, no Rio de Janeiro poderá ter um desfecho similar caso a elevação do nível do mar supere os 90 cm. 

Embora os aeroportos Newark, La Guardia e Kennedy International tenham condições para resistir a uma elevação de 90 cm, as autoridades aeroportuárias teriam de realizar uma série de reforços para que possam resistir a futuros impactos meteorológicos. 

O caso deverá se repetir ao redor do mundo, onde aeroportos deverão investir constantemente na contenção da elevação do nível do mar para evitar ficarem submersos no médio prazo.  

O fundamento para tais previsões se baseio na teoria de que está em curso no mundo um aquecimento global, não obstante o fato de que a tese de um suposto processo de mudanças climáticas ainda divide opiniões na comunidade científica.   

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 3 de Julho de 2018 às 15:00


Notícias Santos Dumont Teterboro