Irresponsabilidade e fiscalização complexa

Drones fecham aeroporto de Porto Alegre por uma hora

Ao todo 13 voos foram impactados pela presença de dois drones nas imediações da pista


O aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, ficou fechado por mais de uma hora por causa de um drone. A suspensão das operações prejudicou 13 voos regulares, muitos retornando ao local de origem, pela impossibilidade de pousar na capital gaúcha. Sendo que seis aeronaves permaneceram em solo, duas aeronaves ficaram aguardando liberação de pouso e cinco voos foram desviados para os aeroportos de Caxias do Sul, Curitiba e Florianópolis.

A Fraport, empresa que administra o aeroporto, afirmou que dois drones foram avistados nas imediações da pista. Embora não estivessem dentro da zona de pouso e decolagem, o risco de uma colisão foi considerado, o que levou ao fechamento do aeroporto. O primeiro drone foi avistado sobrevoando o aeródromo às 18h57 e o segundo às 19h39.

O uso de drones tem sido um problema cada vez maior para as autoridades aeronáuticas, visto que a maior parte dos operadores não possuem qualquer treinamento ou cadastro. Além disso, a facilidade de compra e a ampla disponibilidade de modelos, tornam a fiscalização praticamente impossível, de acordo com as principais agências reguladoras do mundo.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 20 de Março de 2018 às 14:00


Notícias Porto Alegre Drone Fraport