Adios Argentina

Crise força Latam Airlines Argentina encerrar suas operações

Grupo afirma que não se visualiza a viabilidade de um projeto de operação sustentável na Argentina


Situação da economia da Argentina, somado a crise sem precedentes causada pela pandemia global inviabilizaram operação

Por meio de nota, a Latam Airlines informou que encerrou as operações da sua unidade na Argentina, por um período indeterminado, envolvendo tanto a unidade de transporte de passageiros quanto de cargas. A Latam Argentina foi gravemente afetada pela condição econômica do país e sua condição foi agravada pelos impactos da pandemia.

Segundo a Latam, a condição da aviação no mundo, somado a dificuldade de construir acordos estruturais com os atores da indústria local, inviabilizou um projeto viável e sustentável em longo prazo. A empresa ressalta que a Latam Argentina é a única subsidiária do grupo que encerrará as operações.

LEIA TAMBÉM

“É uma notícia lamentável, mas inevitável. Hoje a LATAM deve focar na transformação do Grupo para se adaptar à aviação nos pós covid-19”, afirmou Roberto Alvo, CEO da Latam Airlines. “A Argentina tem sido e seguirá sendo sempre um país fundamental. As outras filiais do Latam continuarão conectando os passageiros deste país com a América Latina e com o mundo”.

Com a decisão publicada hoje (17), a Latam Argentina deixará de voar para 12 destinos domésticos, já os quatro destinos internacionais para os Estados Unidos, Brasil, Chile e Peru continuarão em operações pelas subsidiárias do grupo. Da mesma forma, as rotas internacionais de cargas da subsidiária argentina serão atendidas pelas demais subsidiárias do grupo Latam.

Por meio de seus canais oficiais, a Latam Argentina em breve permitirá as respostas alternativas a todos os passageiros que adquiriram passagens com a companhia, de acordos com suas políticas comerciais.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 17 de Junho de 2020 às 14:50


Notícias notícia de aviação aeronave avião Latam voos covid-19 coronavirus Latam Argentina falência