AERO Magazine

Menor orçamento e aviões no chão

Corte orçamentário deixa 1/3 da frota da força aérea britânica no chão

Programa de austeridade obriga militares a realizam programa de manutenção mais longo e envolvendo mais aeronaves

Por Edmundo Ubiratan em 7 de Janeiro de 2019 às 17:00

De acordo com o Ministério da Defesa britânico um terço da frota da Royal Air Force (RAF) está paralisada para manutenção ou por falta de peças. O que representa um total de 142 aeronaves fora de serviço.

Entre as aeronaves retiradas de operação estão os caças Typhoon, que são o principal vetor de combate do país, com 55 dos 156 aviões da frota sem condições imediatas de voo. Segundo a RAF, os aviões estão dentro do rodízio de manutenção programada previsto para o atual orçamento.

Em setembro de 2018 caças Typhoon interceptam bombardeiro russo Tu-160 próximo a fronteira do Reino Unido, em momento que Moscou retoma investimento em defesa e amplia voos de treinamento e observação próximo a rivais, como países membros da Otan.

A paralização é o reflexo dos constantes cortes do governo britânico no orçamento das forças armadas do país. A situação envolveu a paralização por tempo indeterminado de cinco (de 20) A400M Atlas, 44 (de 81) jatos de treinamento Hawk T1, dois (3) RC-135V, 2 (5) Sentinel, sete (23) helicópteros Puma, 19 (60) Chinook e quatro (8) King Air Shadow.

A única frota com todos aviões em serviço é do BAe 146, onde os quatro aviões, também utilizados pela família Real e a primeira ministra. Os recém recebidos F-35 Lightning II, ainda estão operando, embora dentro da fase de implementação.

Críticos dos cortes orçamentários, como o Liberal Democrata, Lord Ming Campbell, disse ao jornal Daily Mirror, que embora seja previsível a paralização de aeronaves para manutenção, o total sem condições de voo está além do justificável.

Os cortes também atingiram a Royal Navy, que atualmente conta com grande parte de sua frota de navios estacionada realizando reparos e manutenções preventivas. A própria secretária de Defesa, Nia Griffith, assume que o programa de austeridade compromete a capacidade do Reino Unido em responder eventuais ameaças e mesmo as necessidades da Otan.


Notícias RAF Typhoon F-35 Lightning II Chinook A400M Atlas Royal Navy


H-145

Assine

Impressa
1 ano
Impressa
2 anos
PDF/Android
1 ano
iPad/iPhone
1 ano

Assine InnerImpressaImpressaPDF/AndroidiPad/iPhone
1 ano2 anos1 ano1 ano
Edições12241212
Comprando Avulso você pagariaR$ 216,00R$ 432,00R$ 216,00R$ 216,00
Assine Agora porR$ 216,00R$ 432,00R$ 56,70R$ 56,70
Desconto
EconomizaR$ 159,30R$ 159,30
Parcelado sem juros no cartão de crédito 3x R$ 72,00 6x R$ 72,00
Assinando agora você GANHA também 4 Pôsteres PORTA COPOS

Boletim AERO Magazine

Receba no seu email grátis destaques de conteúdo e promoções exclusivas