Hora de flexibilizar as regras

Comissão Europeia reconsidera regras de slots por conta do coronavírus

Em nota, a comissão está avaliando a reconsideração nas regras de slots em diversos aeroportos da Europa para que seja possível a suspensão de rotas afetadas pelo coronavírus


Comissão está avaliando os impactos do coronavírus nas companhias aéreas para alterar as regras na próxima temporada

“Atualmente, a comissão está avaliando todos os dados disponíveis sobre o impacto significativo do coronavírus na indústria da aviação” disse um porta-voz. “A comissão está avaliando todas as opções possíveis, incluindo a revisão da legislação sobre slots para contornar futuros problemas”.

Recentemente, diversas companhias aéreas solicitaram a IATA uma reconsideração nas regras que obrigam as companhias aéreas a operar 80% dos voos alocados por slot, para que possa manter os direitos de decolagem e pouso para a próxima temporada. Caso estas regras não sejam modificadas por conta do surto do coronavírus espalhado pelo mundo, muitas companhias serão obrigadas a voarem com aeronaves vazias, de modo a não perderem os slots.

LEIA TAMBÉM

“Dadas essas circunstâncias extraordinárias como resultado de uma emergência envolvendo saúde pública, a visão coletiva do setor de aviação é que a aplicação da regra dos 80% durante a próxima temporada se torne inadequada”, afirmou a IATA no início de fevereiro “É necessária uma flexibilidade para as companhias aéreas ajustarem os seus horários de acordo com a demanda, que atualmente se encontram em um desenvolvimento extraordinário”, acrescentou.

A comissão observa que, nos voos que possui a China como origem e destino (epicentro do surto), foi acordado por meio dos coordenadores de slots da União Europeia que as companhias aéreas não perderão o direito de voo para a próxima temporada, mas teriam que se submeter a certas condições por meio de acordos.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 10 de Março de 2020 às 09:00


Notícias Notícias notícia de aviação aeronave avião Iata coronavírus slots aviação comercial EASA Europa Aibus Boeing