Provocação perigosa

Bombardeiros russos ameaçam segurança de voo de aviões comerciais na Europa

Aeronaves militares Tu-22 passam perto de jato da Icelandic durante treinamento e autoridades pedem explicações


Um avião militar russo passou sob um jato comercial da empresa da Islândia, Icelandic, sem ser detectado pelo sistema de TCAS, que alerta para o risco de colisão, causando alarme nas autoridades pelo comportamento de risco.

O Ministério do Exterior da Islândia informou que, em 22 de setembro, três bombardeiros Tupolev Tu-22M3 voaram entre 1.800 e 2.700 metros abaixo de um avião comercial na rota Reykjavik a Estocolmo.

Os transponders dos bombardeiros estavam desligados, tornando-os invisíveis para o sistema de navegação do avião da Icelandic, além de não terem sido detectados pelos radares civis do país.

O comandante do jato comercial declarou ter avistado os aviões russos e, na ocasião, julgou o comportamento dos militares de alto risco.

As autoridades russas não comentaram a notícia e nem confirmaram se sobrevoavam a Islândia em exercício de treinamento. As hostilidades entre os países membros da OTAN e a Rússia têm aumentado consideravelmente nos últimos anos.

Ernesto Klotzel

Publicado em 27 de Setembro de 2016 às 15:00


Notícias Tupolev Tu-22 Força Aérea Russa