4 two engines

Bimotores devem substituir era dos quadrijatos na Virgin Atlantic

Empresa estuda compra do A330neo para substituir atuais A340 e A330 de primeira geração


A Virgin Atlantic Airways estuda renovar sua frota de A340 e A330 por novos modelos, o que levou a Airbus a iniciar conversas com a companhia britânica para oferecer o A330neo. O modelo além de manter praticamente a mesma operação dos modelos em uso, se destaca por sua maior eficiência no consumo de combustível.

Quatro motores para longo alcance foi o slogan da Virgin Atlantic, mas maior eficiencia e confiabilidade dos bimotores deve encerrar era dos quadrijatos.

A Virgin Atlantic se destacou por vários anos por empregar apenas aeronave quadrimotoras, utilizando inclusive o slogan “4 engines 4 long hual” (quatro motores para longo curso, em tradução literal), se valendo das melhores condições, na época, das aeronaves quadrimotoras em obter rotas transoceânicas diretas. Com o avanço dos motores aeronáuticos e a ampliação as regras para voos ETOPS, os aviões bimotores passaram a disponibilizar a mesma flexibilidade de aeronaves com três ou quatro motores.

Frota atual da Virgin Atlantic conta com o 787 Dreamliner

Os A330neo devem competir com a família 787 Dreamliner, da Boeing, em um eventual pedido da Virgin Atlantic, que também opera os Dreamliners em diversas rotas.

A expectativa é que a companhia britânica de prosseguimento na modernização da frota, aposentando no médio prazo a totalidade de seus aviões quadrimotores.

Por Edmundo Ubiratan | Fotos: Divulgação

Publicado em 3 de Junho de 2019 às 13:00


Notícias Airbus A330neo A330 Boeing 787 747 Dreamliner A340 A340-600 Virgin Atlantic Airways Virgin Virgin Atlantic