Bilhões e bilhões

Aviação regular cresceu 7,1% no mundo em 2017

Mais de 4,1 bilhões de passageiros foram transportados, sendo 30% por empresas aéreas de baixo custo


De acordo com os dados da ICAO (Organização da Aviação Civil Internacional), em 2017 foram realizados mais de 37 milhões de voos regulares, que transportaram mais de 4,1 bilhões de passageiros. O número representa um aumento de 7,1% em relação ao ano anterior, que também cresceu 6% em relação a 2015..

O índice representa mais da metade da população global, o maior recorde registrado pela aviação em toda história.  Agência acredita que o número inédito do transporte aéreo está atrelado ao crescimento econômico global.

Mais de 1,2 bilhão de passageiros voaram através de empresas aéreas de baixo custo (low cost), que continua sendo o segmento com mais rápido crescimento no setor, se expandindo inclusive para voos de longo curso e transoceânicos.

O preço médio do combustível em 2017 sofreu reajuste superior aos 25%, em relação ao ano anterior. Ainda assim, abaixo da série histórica observada entre 2006 e 2015, considerado um dos períodos de maior alta do preço do petróleo.

O setor de carga aérea também obteve crescimento ao longo do último ano, com alta de 9,5% em relação a 2016, índice considerado robusto pela ICAO.

A China continua sendo um dos países com maior desempenho no mundo, embora a Europa continue sendo (dentro da chamada Eurozona) o maior mercado global, com 37% dos voos, registrando crescimento de 8,1% em 2017. Em segundo lugar se manteve a Ásia, parte atrelado ao crescente protagonismo chinês, com 29% dos voos realizados, com crescimento na ordem de 9,6%.

A América do Norte, outrora maior mercado global, está na terceira colocação, com 13% dos voos, com crescimento de apenas 4,9% em 2017. O índice reflete a maturidade do mercado, em especial ao dos Estados Unidos, o que dificulta um crescimento continuo. A América Latina e Caribe concentram 4% do total de voos, mas conta com maior crescimento mundial, com 10% ao longo de 2017. Por fim, a África possui apenas 3% dos voos, com crescimento de 7,6%. O continente africano possui um dos maiores potenciais de crescimento nos próximos anos, mas esbarra na precária infraestrutura existente e a crises humanitárias e políticas.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 24 de Janeiro de 2018 às 15:30


Notícias ICAO transporte aéreo empresas aéreas