Sweet home Alabama

Airbus amplia fábrica do A320 nos Estados Unidos

Meta é atingir a marca de 130 aviões produzidos ao ano na unidade do Alabama


Unidade da Airbus no Alabama tem como foco atender exclusivamente as empresas aéreas norte-americanas que operam as famílias A220 e A320

A Airbus planeja aumentar suas atividades industriais nos Estados Unidos a partir de 2021, ampliando a produção do A320neo na unidade de Mobile, no Alabama, de cinco para sete aeronaves por mês.

A fabricante europeia planeja investir US$ 40 milhões na construção de um novo hangar de suporte e demais apoios a ampliação da linha de montagem. Com a ampliação da linha de produção, a Airbus deverá gerar 275 novos empregos em Mobile e seus investimos na unidade deverá ultrapassar a marca de US$ 1 bilhão. A Airbus deverá atingir em breve a marca de 130 aeronaves produzidas anualmente nos Estados Unidos, complementando as linhas de produção existentes no Canadá, Alemanha, França e China.

LEIA TAMBÉM

Vista aérea da planta industrial em Mobile, no estado do Alabama

A unidade de Mobile também deverá entregar até abril seu primeiro A220. A Airbus alocou uma linha de produção dedicada ao modelo em agosto, visando atender a demanda das empresas aéreas norte-americanas pela família A220. O primeiro avião será entregue para a Delta Air Lines, que já opera com o avião, mas com unidades fabricadas no Canadá.

Família Completa

No início de janeiro a Spirit Airlines formalizou um pedido de 100 aeronaves da família A320neo junto a Airbus. O pedido é um dos primeiros a incluir os três modelos da nova série, o A319neo, A320neo e A321neo.

“Até 2025 a Spirit pretende dobrar de tamanho e chegar a mais destinos”, afirmou Lania Rittenhiuse, vice-presidente de experiência em voo da Spirit. A companhia ultra low cost sediada na Flórida realiza voos nos Estados Unidos, Caribe e para alguns países da América Latina e pretende ampliar sua malha de voos com as novas aquisições. A empresa espera também poder melhorar a eficiências de suas operações com as novas aeronaves, que oferecem uma eficiência no consumo de combustível até 20% melhor que os modelos anteriores.

A Airbus divulgou que já foram vendidas mais de 7 mil unidades da família A320neo, que atingiu a marca de 110 clientes. O sucesso da nova geração do A320 consolidou, em 2019, a fabricante europeia como a principal fabricante de aviões comerciais do mundo, superando novamente a Boeing.

Cidadania Americana

A fábrica no Alabama foi criada para atender as companhias aéreas norte-americanas que operam com jatos da Airbus, visando evitar a cobrança de impostos de importação dos Estados Unidos. O fato da tarifa de 10% cobrada pelo país não incluir componentes usados para produzir novos aviões, viabilizou a produção ‘Made in USA’ dos modelos A220, A320 e A320neo. Desde 2016 sete companhias aéreas norte-americanas receberam jatos produzidos no Alabama.

Além de suas operações em Mobile, a Airbus mantém uma presença extensiva nos Estados Unidos, atuando em 16 estados, tendo um centro de engenharia no Kansas; instalações de treinamento na Flórida e Colorado; suporte de materiais na Virgínia; um think tank inovador (A3) na Califórnia; um negócio de análise de dados de drones na Geórgia; instalações de fabricação e montagem de helicópteros no Texas e Mississippi; e a fabricação de satélites OneWeb Satellites, na Flórida.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Gabriel Benevides

Publicado em 15 de Janeiro de 2020 às 13:30


Notícias notícia de aviação aeronave avião Airbus A320 A320neo A220 CSeries Bombardier Mobile Alabama EUA Canadá China Delta Air Lines