Discurso pode elevar tensão em região já em estado de guerra

Taiwan deverá alugar os caças F-15C dos Estados Unidos para evitar ameaça chinesa

Após ameaças de Pequim sobre ataque a ilha em caso de independência, governo de Taipei busca modernizar com urgência a força aérea


A pequena ilha de Taiwan poderá receber em breve um primeiro lote de caças F-15C Eagle. O acordo em discussão entre Washington e Taipei prevê o aluguel dos aviões, ao invés de uma compra direta.

Os modelos oferecidos são parte de um lote que será desativado da força aérea norte-americana, com metade da vida útil disponível. O objetivo de alugar um lote usado é adequar os custos do negócio a realidade do cenário econômico e geopolítico em Taiwan. A aquisição do F-15 Strike Eagle esbarra no elevado custo de aquisição e a limitação de aeronaves que poderiam ser adquiridas.

O F-15 ainda é considerado um dos principais aviões de combate da atualidade, sendo operado por diversos países como o Japão (foto abaixo).

O governo de Taiwan havia cogitado adquirir os novos F/A18 Super Hornet, mas devem optar pelo aluguel dos F-15 Eagle por sua maior capacidade de combate. Além disso, o modelo é utilizado pelo Japão, que é uma das principais potencias da região e que recentemente iniciou um amplo processo de ampliação de suas capacidades de combate.

Um dos temores de Taiwan é a expansão da China, que não aceita a condição de independência da ilha. O presidente da China, Xi Jinping, alertou hoje que Taiwan enfrentará “punição da história” por qualquer tentativa de separatismo.

O governo chinês mantém uma política branda em relação ao status autônomo adotado por Taiwan desde a chegada do partido comunista ao poder, em 1949. O governo da então República da China se refugiou na ilha, que passou a ser considerada por Pequim como uma província rebelde.

O atual comunicado de Xi Jinping reforça as ameaças adotadas desde a chegada do atual presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, do pró-independência Partido Democrático Progressista, em 2016.

Os Estados Unidos continuam sendo o principal aliado militar de Taiwan, embora não reconheça formalmente a independência do país. O aluguel dos caças F-15C é visto por Taipei como uma arma de dissuasão, evitando assim a escalada das tensões para um potencial e destrutivo conflito militar.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 20 de Março de 2018 às 15:00


Notícias F-15 F-18 Eagle Super Hornet China Taiwan Estados Unidos Trump