Parada de lazer ou negócio

Serviço de stopover da Gol está disponível em São Paulo

Iniciativa busca atrair turistas ou negócios através de incentivo a permanência extra durante a viagem


Voos da Gol terão opção de stopover em São Paulo sem custo adicional na passagem aérea

A Gol anuncio que passará a contar com serviço de stopover em seus voos em São Paulo (Congonhas, Guarulhos ou Viracopos), onde os passageiros poderão ficar na cidade como uma parada intermediária, por até duas noites e sem custo adicional.

O anuncio ocorreu no palácio do governo do estado, em uma cerimônia oficial, que contou com a presença do governador do Estado de São Paulo, João Doria e do Presidente da Gol, Paulo Kakinoff. O modelo é alinhado com projetos similares existentes no mundo, aumentando assim a possibilidade de turismo ou negócios para passageiros que tenham como destino final outra cidade. “É uma forma de incentivar o turismo, aumentar a geração de receita para a capital e Estado, colocando o Brasil e São Paulo no contexto internacional”, declarou João Doria, governador de São Paulo.

LEIA TAMBÉM

A estratégia está alinhada com o programa de incentivo São Paulo Pra Todos, que reduziu a alíquota do ICMS que incide sobre o querosene de aviação em São Paulo (QAv), de 25% para 12%.

Considerado uma forma de incentivo para passageiros, o stopover não cobra valor adicional sobre as passagens aéreas de quem quiser ficar na região por mais dias, inclusive para que tenha a chance de conhecer outros destinos. Na prática, quem tiver uma conexão em São Paulo, poderá desembarcar com as suas bagagens e ficar até duas noites no estado antes de seguir viagem, sem custo de remarcação do bilhete aéreo. “Atualmente, temos uma média de 32 mil passageiros que chegam diariamente ao estado de São Paulo, e a possibilidade de fazer essa parada adicional certamente será um grande atrativo, com duas viagens em um só bilhete”, acredita Paulo Kakinoff, presidente da Gol.

Regras do Stopover

  • Válido para reservas envolvendo voos domésticos ou internacionais operados pela Gol Linhas Aéreas;
  • Serviço disponível nos canais de venda da companhia;
  • No ponto de stopover, será permitido envolver somente um aeroporto. Portanto, se o passageiro desembarcar em Congonhas, deverá prosseguir a viagem reembarcando pelo mesmo aeroporto;
  • Será permitido apenas um stopover, na ida ou na volta, por passageiro e por reserva;
  • Tempo mínimo: a parada tem de durar pelo menos 12 horas e o cliente deve pernoitar na cidade, embarcando no dia seguinte;
  • Tempo máximo: duas noites, a partir do momento de desembarque no aeroporto de conexão.

A expectativa é ampliar no próximo ano o programa com as empresas parceiras da Gol, como o grupo europeu Air France-KLM.

ASSINE AERO MAGAZINE COM DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Imagens: Divulgação

Publicado em 21 de Agosto de 2019 às 13:00


Notícias Gol Doria Governo de São Paulo Congonhas GRU Airport Viracopos stopover São Paulo Sampa