Curiosidade histórica

Saint Exupéry em Florianópolis

A vinda do autor de "O Pequeno Príncipe" para a badalada ilha de Santa Catarina


Nascido em 29 de junho de 1900, Antoine-Jean-Baptiste-Marie-Roger Foscolombe de Saint-Exupéry, terceiro filho do conde Jean Saint-Exupéry e da condessa Marie Foscolombe, foi um escritor, ilustrador e piloto francês, autor de “O pequeno príncipe”, o terceiro livro mais lido do mundo, depois da Bíblia e de “O peregrino”, de Paul Bynyan.

Em 17 de junho de 1921, obteve em Rabat o brevê de piloto civil e, em 1926, recomendado por um amigo, o Abade Sudour, foi admitido na Sociedade Latécoère de Aviação (depois conhecida como Aéropostale), onde começou sua carreira como piloto de linha, voando entre Toulouse, Casablanca e Dacar, na mesma equipe de pioneiros como Vacher, Mermoz e Guillaumet. Foi por essa época, quando chefiou o posto do Cabo Juby, no sul de Marrocos, que os mouros passaram a chamá-lo de “Senhor das areias”.

Posteriormente, os voos foram prolongados até Buenos Aires, com muitas escalas no litoral da América do Sul, principalmente na longa costa brasileira. Em diversas ocasiões Saint Exupéry passou longos períodos na base que a companhia aérea possuía ao sul da ilha de Florianópolis. Pessoa simples, apesar dos seus ilustres antepassados, Exupéry gostava de ir para o mar com os pescadores e ficou amigo de muitos deles, cujos filhos e netos, até hoje contam as histórias do piloto estrangeiro de nome difícil, que eles chamavam de Zé Perry.

Por Santiago Oliver

Publicado em 9 de Maio de 2018 às 17:03


Notícias