Você vem sempre aqui?

Russos interceptam aeronave de espionagem da Noruega

Encontro entre o MiG-31 e o P-3C ocorreu em uma das regiões com maior número de recursos naturais do Ártico


O MiG-31 ainda está entre os mais poderosos caças da força aérea da Rússia

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

A Rússia interceptou um avião de inteligência da Noruega próximo ao Mar de Barents. O encontro do MiG-31 uma aeronave norueguesa é o segundo em menos de um mês na mesma região.

De acordo com o comando aéreo russo, o mais recente caso ocorreu ontem (26) quando os radares detectarem um alvo próximo a região da fronteira. Após acionarem um MiG-31 foi confirmado se tratar de um P-3C, utilizado em atividades de inteligência, que tem ampliado suas operações no Mar de Barents, uma grande área próximo ao Oceano Glacial, no Ártico, entre o norte da Noruega e da Rússia.

A região além de dispor de recursos naturais como petróleo e gás, é próxima de importantes bases russas, assim como da Suécia e Finlândia.

"Um caça MiG-31 das forças de reação rápida da defesa aérea do Norte [da Rússia] foi escalado para identificar o alvo aéreo e impedi-lo de violar a fronteira russa. A tripulação do caça aproximou-se da aeronave a uma distância segura e identificou-o como uma aeronave de patrulha P-3C Orion da força aérea [real] norueguesa", disse o Centro de Controle de Defesa da Rússia.

O avião militar norueguês não foi autorizado a violar a fronteira do estado russo, sublinhou o Centro. O encontro segue um similar ocorrido no dia 4 de agosto, quando um MiG-31 interceptou um Falcon 20 utilizado pela Noruega em atividades de reconhecimento e guerra eletrônica.

"Depois que o avião militar estrangeiro se afastou da fronteira do estado da Rússia, o caça voltou em segurança ao seu campo de aviação de origem", disse o documento.

O MiG-31BM é um dos mais poderosos caças da força aérea russa, com capacidade de atingir Mach 2,83 (aproximadamente 3.000 km/h). Equipado com dois motores D-30F6 com empuxo unitário de 15.500 kgf, o modelo entrou em serviço em 1981 e se destaca por sua grande capacidade de carga, com peso máximo de decolagem na ordem de 46.200 kg. A configuração padrão prevê decolar com quatro mísseis R-33 e dois tanques de combustível suplementares, o que permite um alcance operacional de 3.000 km. O MiG-31BM é equipado com um sistema de reabastecimento em voo, permitindo estender o alcance ou autonomia.

A Força Aérea Real Norueguesa não comentou o caso.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 27 de Agosto de 2020 às 16:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião P-3C Orion Lockheed MiG-31 MiG Rússia força aérea caça espionagem interceptação Noruega