Serviço extra para completar a aposentadoria

Rolls-Royce adquire 747-400 para usar como plataforma de testes

Aeronave voava na Qantas e será convertida em bancada de ensaios em voo


Rolls-Royce adiciona 747-400 na frota de aeronaves de ensaio em voo

A Rolls-Royce adquiriu o último Boeing 747-400 da Qantas Airways, que foi recém retirado de serviço. O avião agora se convertido em uma plataforma de ensaios em voo, assumindo as funções antes realizadas por um 747-200, que serviu de bancada de provas para a maior parte dos últimos motores desenvolvidos pelo fabricante britânico.

O 747 será operado pela Rolls-Royce Intelligent Engine, que é responsável pelos ensaios em voo. O fabricante deverá substituir o atual jumbo da série -200, passando para o novo avião as principais funções de banco de provas.

LEIA TAMBÉM

A Rolls-Royce deverá iniciar os trabalhos de conversão em breve, com prazo para conclusão dos serviços de dois anos.  O processo deverá levar dois anos e envolverá uma série de mudanças, incluindo instalação de instrumentação para ensaios em voo, novos sistemas elétricos e hidráulicos, sistemas de aferimento de parâmetros de teste e voos, assim como a instalação de pontos duros capazes de receber uma infinidade de tipos de motores.

O avião realizou seu último voo na Qantas no dia 13 de outubro, voando entre Sydney e Los Angeles. Após ser retirado de serviço, o avião foi enviado para a AeroTEC, em Moses Lake, no estado de Washington, próximo a Boeing. A aeronave realizou seu primeiro voo em janeiro de 2000, sendo equipada com os motores Rolls-Royce RB211-524G. Durante sua operação na empresa australiana o avião foi batizado como Lord Howe Island, mas poderá receber um novo nome de batismo quando foi integrado a Rolls-Royce.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Edmundo Ubiratan | Imagem: Divulgação

Publicado em 16 de Outubro de 2019 às 12:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 747 747-400 747SP Qantas Rolls-Royce Austrália Los Angeles Sydney AeroTEC