Força-tarefa

Aviões de reabastecimento veteranos realizam a marcha do elefante

No total, 15 quadrimotores KC-135 Stratotanker simulam alerta máximo durante exercício militar nos EUA


Durante um exercicio de alerta simulado, a Força Aérea dos Estados Unidos mobilizou 15 de seus veteranos Boeing KC-135 Stratotankers. As aeronaves do 507th Air Refueling Wing decolaram quase simultaneamente poucos minutos após receber o alerta.

O exercício conduzido rotineiramente proporciona o chamado elephant walk (marcha do elefante, em tradução livre), em que as aeronaves taxiam em sequência até a decolagem. Ele tem o objetivo de adestrar tripulações, mecânicos, equipes de solo e sistemas de missão da força aérea para o eventual emprego real de uma força tarefa.

Os veteranos KC-135 possuem em média 60 anos de uso. Nas últimas duas décadas, a frota atual recebeu uma série de modernizações, incluindo a substituição dos motores Pratt & Whitney J-57-P-59W pelos CFM56-2 (F180 na designação militar), com maior potência e menor consumo de combustível. Os militares norte-americanos devem iniciar nos próximos anos a substituição dos KC-135 pelos modernos Boeing KC-46 Pegasus, que devem entrar em serviço em meados de 2018. Ainda assim, a aposentadoria dos KC-135 só deverá ocorrer em 2030, quando terão completado quase 75 anos do primeiro voo.

Os KC-135 deram origem ao projeto básico que derivou o Boeing 707 e posteriormente os Boeing 727 e 737. Veja as imagens: 

Da redação

Publicado em 29 de Março de 2016 às 10:33


Notícias Boeing KC-135 KC-46 727 737 USAF