Administrado por grande grupo chinês

Principal aeroporto regional alemão pede falência

Frankfurt-Hahn acumula perdas desde antes da pandemia


Aeroporto de Frankfurt-Hahn

Aeroporto de Frankfurt-Hahn, distante 125 km do principal centro financeiro alemão - Foto: Raimond Spekking

O aeroporto regional de Frankfurt-Hahn (HHN), na Alemanha, pediu falência a um tribunal da Alemanha. Segundo o jornal Deustche Welle, a solicitação foi feita na terça-feira (19) e um interventor já foi nomeado para administrar o local durante o processo.

Desde 2017, HHN tem participação majoritária (82,5%) do grupo chinês HNA. A parte restante pertence ao Estado de Hesse. O aeroporto está deficitário há anos e os administradores sempre exigiam ajuda do governo alemão para que o local permanecesse financeiramente viável.

No ano que a iniciativa privada assumiu a gestão, a Comissão Europeia aprovou que o poder público fizesse um aporte de € 25 milhões (R$ 163 milhões) para cobrir eventuais perdas nos quatro anos seguintes, enquanto a HNA fazia as melhorias estruturais necessárias.

O aeroporto vinha perdendo passageiros desde antes da pandemia do coronavírus, quando a Ryanair retirou seu centro de operações (hub) dali e o transferiu para outros terminais alemães, como Frankfurt am Main (FRA).

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 20 de Outubro de 2021 às 18:20


Notícias noticias noticias de aviação Aeroporto Frankfurt Hahn Alemanha Falência