Rumo ao interior

Novo aeroporto executivo será lançado amanhã em Goiás

Antares Polo Aeronáutico pretende atender a crescente demanda da aviação geral no Centro-Oeste


Polo Aeronáutico Antares

Novo terminal poderá receber desde jatos de negócios até pequenos monomotores a pistão | Foto: Divulgação

Um novo aeroporto voltado para a aviação executiva está sendo construído no Brasil. O Antares Polo Aeronáutico terá o lançamento da pedra fundamental nesta terça-feira (19), contando com a presença de convidados e autoridades.

O novo aeroporto está sendo construído em Aparecida de Goiânia, em Goiás, com os serviços de terraplanagem em andamento desde meados de julho. A expectativa é investimentos na ordem de R$ 100 milhões, com uma área de 2,096 milhões m² de área total, dos quais 611 mil m² de área vendável, distribuídas em 455 hangares com metragens entre 1.000 m² e 1.500 m².

O foco do negócio será atender especialmente aeronaves da aviação geral, dos pequenos monomotores até grandes jatos de negócios. O empreendimento pretende oferecer serviços de logística, manutenção, formação de pilotos, assim como espaço para hangaragem de aeronaves.

"Com isso, um novo nicho de oportunidades de empregos qualificados irão surgir, o que movimentará até mesmo universidades e centros de formação especializados. O Antares, por exemplo, quando estiver em pleno funcionamento, irá gerar mais de três mil postos de trabalho", prevê Paulo Roberto da Costa, diretor da Tropical Urbanismo, uma das cinco empresas que integram o grupo empreendedor responsável pelo polo aeronáutico.

Além da Tropical Urbanismo, integram o grupo empreendedor a Innovar Construtora, CMC Engenharia, BCI Empreendimentos e Participações e a RC Bastos Participações. 

A escolha da cidade goiana ocorreu após análise do potencial de crescimento da aviação geral no Centro-Oeste, região com amplo uso de aviões, em especial por empresários do agronegócio e executivos da indústria.

“Aparecida de Goiânia converge todas as potencialidades que um projeto como esse requer. É altamente industrializada e está no coração do país, a 210 quilômetros do DF [Distrito Federal]”, Paulo Roberto, diretor da Tropical Urbanismo, ao destacar a localização geográfica do Antares.

As obras divididas em cinco fases, deverá ter a primeira etapa construída até 2024, com 72 lotes entregues, pista de pouso certificada, além de área de embarque e desembarque e toda a infraestrutura necessária para os hangares, como energia elétrica, sistema de abastecimento de água, pavimentação asfáltica e toda a área fechada com portaria monitorada.

Aeroporto no interior de Goiás pretende atender a elevada demanda da aviação geral no Centro-Oeste do Brasil

Principal estrutura a ser construída no Antares Polo Aeronáutico, a pista de pouso e decolagens contará com 1.800 metros de extensão ou cumprimento, por 30 de largura, o que dá um total de 54 mil m².  A pista será capaz de receber todos os modelos de aviação geral, jatos executivos, monomotores, bimotores, até o Gulfstream 650.

A pista de pouso e toda a pavimentação do empreendimento será feita com Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), que é o material mais utilizado hoje em dia em pistas de aeroportos pelo Brasil.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 18 de Outubro de 2021 às 17:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aeroporto Polo Aeronáutico Aparecida de Goiânia Goiás Antares jatinho