Aviação Comercial

Latam adia definição de hub no Nordeste

Anúncio deverá ocorrer apenas em 2016. Fortaleza, Natal e Recife continuam na disputa


O Grupo Latam adiou para 2016 a definição sobre a sede de seu novo hub do Nordeste do Brasil. A previsão era a de que a cidade fosse conhecida ainda neste ano.

A infraestrutura aeroportuária é um dos três fatores de decisão estabelecidos pela Latam, que incluem paralelamente a experiência do cliente e a competitividade em custos, ambos, neste momento, igualmente em análise.

Os aeroportos das três capitais envolvidas no processo (Fortaleza, Natal e Recife) ainda discutem com a companhia as exigências técnicas para sediar o hub. O encaminhamento dessas discussões dependerá de um conjunto de avaliações, que envolverá várias esferas governamentais e concessionários, para o aprofundamento dos requisitos que foram apresentados nos estudos técnicos realizados pelas consultorias Arup e Oxford Economics para a implementação de um hub no Nordeste.

“Assegurar a eficiência da infraestrutura aeroportuária, atrelada à experiência do cliente e à competitividade em custos, é essencial para o projeto. Esses critérios precisam estar muito bem definidos e neste momento o cenário não oferece ainda as condições necessárias para esta tomada de decisão”, comenta Claudia Sender, presidente da Tam. “Continuaremos a avaliar todos os requisitos essenciais da infraestrutura aeroportuária e da competitividade de custos”, finaliza.

A Latam assegura que continuará avaliando todas as condições para a definição da capital que será a sede do ambicioso hub, que permitirá ampliar as conexões domésticas na região nordeste e facilitar as conexões com destino a Europa. O grupo espera ter a definição ainda no primeiro semestre de 2016.

Da redação

Publicado em 10 de Novembro de 2015 às 15:00


Notícias TAM Latam